quarta-feira, maio 27, 2015

de de

24 filmes para 2015 | 04 Cinderella



Estou mega atrasada no projeto do Blogs que interagem, o 24 filmes para 2015. Já devia estar na postagem de número 10!
A categoria que trouxe para hoje é fantasia, com o maravilhoso Cinderela, que assisti no cinema com a minha filha de 4 anos. Infelizmente, tive que assistir dublado, mas valeu a pena.

Cinderella
Após a trágica e inesperada morte do seu pai, Ella fica à mercê de sua terrível madrasta, Lady Tremaine, e suas filhas Anastacia e Drisella. A jovem ganha o apelido de Cinderela e é obrigada a trabalhar como empregada na sua própria casa, mas continua otimista com a vida. Passeando pela floresta, ela se encanta por um corajoso estranho, sem desconfiar que ele é o príncipe do castelo. Cinderela recebe um convite para o grande baile e acredita que pode voltar a encontrar a sua alma gêmea, mas seus planos vão por água abaixo quando sua madrasta má rasga seu vestido. Agora, será preciso uma fada madrinha para mudar o seu destino.
Vamos ver o trailer?
Cinderela foi o primeiro desenho de princesas que apresentei para minha filha. Foi o tema da primeira festa de aniversário dela, e ela estava super empolgada em ver o filme, mas segredo, eu estava bem mais!
O que eu achei lindo, foi que mostra um pouco mais do relacionamento de Ella com a mãe e o pai. Como sofre depois de perder sua mãe, como Ella e o pai são unidos e juntos, resolvem que é a hora do seu pai ser feliz novamente, assim a madrasta e as meio irmãs entram em sua vida.
Cate Blanchett como a Madrasta Má? Está DIVA! Gente, ela é muito mais malvada do que no desenho! Ela tem trejeitos e olhares fulminantes que dão ainda mais maldade à personagem.
E suas filhas só pensam em futilidades! Só querem se dar bem e ostentar.
Eu gostei de ver que o filme não mostra  Cinderela como tão boba e ingênua como no desenho. Ela enfrenta a madrasta, sofre, até revolta-se, mas acaba aceitando a posição em que a madrasta a coloca.
De diferente do desenho, tem o momento em que ela conhece o príncipe, antes do baile. Achei isso bem legal, porque quando ela vai no baile, a esperança é de reencontrá-lo, mesmo sem saber que ele é o príncipe.
Preciso confessar, só vendo o trailer agora percebi que o príncipe é o Robb de Game of Thrones, comecei a ver o seriado apenas esse mês e sabe quando você reconhece o ator e não sabe de onde? Então... estou rindo sozinha! HAHAHA.
Os efeitos especiais são fantásticos! O momento da transformação da abóbora em carruagem e dos trapos em vestido de baile são maravilhosos! Arrepia só de lembrar!
No começo eu estranhei a escolha da atriz para a fada madrinha, mas depois de ver a caracterização e o trailer, amei terem escolhido Helena. Ela é uma fada madrinha divertida, e também narra toda a história. Cada vez gosto mais da atriz.
Vou te dizer, que mesmo conhecendo a história, sabendo o fim, você vai se emocionar. Minha filha me olhou e disse: 'mamãe, por que você tá chorando?'
Amei, o filme, e super indico.

Veja as outras postagens do projeto 24 filmes para 2015:
#1 tecnologia | Transcendence
#2 drama | Se eu ficar
#3 baseado em livros | Garota exemplar

E aí, o que achou? Já assistiu? Me conte nos comentários!

segunda-feira, maio 25, 2015

de de

Curitiba em família | Passeio no Bosque do Alemão

Desde que chegamos em Curitiba, no fim de janeiro, fazemos um passeio nos parques da cidade quase todo fim de semana. Curitiba tem muito lugar lindo, gostoso de ir e de fotografar pra contar pra todo mundo!
Esses dias, fomos ao Bosque Alemão pela segunda vez, para passear. Então as fotos desse post são um misto de 2014 e 2015.
Chegando lá, você se depara com essa lindeza que é o Oratório de Bach. De acordo com o site da Prefeitura de Curitiba, é uma réplica de uma igreja presbiteriana de estilo neogótico que existiu no bairro do Seminário e que abriga uma sala de concertos, lanchonete com produtos típicos, guarda municipal e sanitários.
 Foto de agosto de 2014, Livia com 4 anos e manga curta. Fazia bastante calor.

Foto de 2015, tava BEM frio!
O bosque do Alemão é bem famoso pelas crianças, por ter uma trilha com a história de João e Maria, e uma casinha com uma biblioteca e contação de histórias. E o mais bacana é que as histórias são contadas por uma bruxa, que ainda recolhe mamadeiras e chupetas das crianças que levam para deixar por lá.
Logo após o Oratório de Bach, tem essa ponte que conta com um mirante com uma vista espetacular!
Depois de descer tudo isso (é bem rapidinho, juro), começa a trilha com a história e logo chegamos na casa-biblioteca da bruxa.
Nas duas vezes que fomos, quem contou história foi a bruxa Cidinha. Adorei ela, suuuuper simpática! Ano passado ela contou a história de João e Maria e neste ano a do Flautista mágico.
A hora do conto é sempre nos finais de semana, às 11h, às 14h e às 16h.
E as crianças também podem fazer o cartão da biblioteca e pegar livros emprestados. Faz com que as crianças desenvolvam o interesse pela leitura, e funciona! A casa está sempre cheia!
Ao final da trilha chega-se ao pórtico, que reconstitui a frente da Casa Milla, que representa um dos principais exemplares da arquitetura de imigração alemã. Possui um jardim lindo!
A entrada é gratuita, o bosque fica aberto diariamente das 8h às 18h e a casa da bruxa, diariamente das 9h às 17h. Com os horários de conto citados mais acima.
Mais informações no site da Prefeitura de Curitiba.
Olha, o passeio vale muito a pena. As crianças AMAM! Minha filha fala até hoje da bruxa Cidinha e pede pra ir lá de novo. Da primeira vez que fomos, ela me pedia para contar a história de João e Maria praticamente toda noite!
É uma boa caminhada, tem que ir de tênis, com roupas confortáveis e não esquecer o casaco, porque é bem fresquinho. Ah, e um lanchinho vai bem!
E aí, o que achou do Bosque do Alemão? Deu vontade de visitar? Já o conhece? Me conte nos comentários!

quarta-feira, maio 06, 2015

de de

Blogagem coletiva | 4 por mês: Tatuagem

Tatuagem. Uma coisa que admiro e desejo. Se eu pudesse, e seria um gibizinho, cheio de tatuagens pequeninas e cheias de significados.
Tenho apenas uma. No pé. Nem dói tanto, viu gente?
Gosto de coisas com significados. E a minha é muito importante para mim. Foi feita há mais de 10 anos, é um ideograma japonês que significa VIDA. Por perder uma pessoa que amava muito, quis que ela ficasse eterna na minha pele, tipo vida eterna.
Agora estou cheia de ideias e prestes a fazer uma, ou duas novas tattoos. E uma das minhas ideias é fazer uma tattoo com minhas primas, simbolizando nosso amor e união.
Separei as inspirações que mais gostei. A preferida do momento é essa primeira, das andorinhas. Simboliza que, mesmo distantes estamos próximas. (L)
*esta dos corações é da Niina Secrets e da Fabi Santina
Lembre-se que para fazer uma tatuagem, é preciso ter muita certeza do que quer e que não vai se arrepender. Procurar um bom profissional e tomar todos os cuidados com ela depois.
Qual é a sua preferida? Me conte nos comentários! ;)