segunda-feira, junho 06, 2016

de de

Diário de Gravidez | Primeiro trimestre

Vocês devem ter percebido que os posts de maternidade aumentaram, né?
De repente me inspirei a escrever e compartilhar meus conhecimentos sobre o assunto, porque dentro de mim, bate mais um coraçãozinho! <3
Uma das metas de 2016 era aumentar a família. Só não achei que ia ser tão cedo que a notícia de uma nova gravidez iria surgir. Eu estava fazendo academia, toda empolgada e feliz, e sentindo muita azia. Olhei no calendário e percebi que estava atrasada. No dia 25/02, voltando da academia comprei um teste de farmácia e fiz assim que cheguei em casa. Enquanto passavam os 5 minutos para o resultado fui tomar banho, mas não aguentei de curiosidade, coloquei a cabeça pra fora do box e espiei o teste. Estavam lá: duas super listras, que significa: POSITIVO! Terminei o banho numa mistura de euforia e felicidade!
A noite, meu marido chegou. E presenteei ele com o teste de farmácia embrulhado numa caixa. Foi tão legal, eu sempre tive vontade de fazer isso, uma surpresa. E o sentimento é muito legal, de ver a cara de surpresa do seu marido, vendo que a família vai aumentar. Uma coisa que era um desejo dos dois, e esperamos bastante para isso acontecer, afinal, Livia já vai fazer 6 anos!
Ah, e a Livia... pensa numa felicidade! Quando contei, ela reagiu de uma forma que eu não esperava, parecia que ela tinha ganhado o presente que ela sempre quis. Feliz, pulando, gargalhando, e eu chorando! Sim, sou a  maior manteiga derretida do planeta!
Depois do exame de sangue contamos para a família e para os amigos mais íntimos. Temos um certo receio de abrir a notícia para todos, e acontecer alguma coisa. Até da nossa primeira filha, esperamos completar 3 meses para contar para todo mundo.
Depois de consultar uma obstetra, fizemos um monte de exame de sangue e o ultrassom do primeiro trimestre, que é feito para detectar a idade gestacional correta e apareceu um descolamento de saco gestacional. Não tive isso na minha primeira gravidez e fiquei bem preocupada. Por recomendação médica fiquei um mês de repouso, que se resumia a não fazer esforço. Depois desse tempo repeti o ultrassom 2 vezes, até que, com 13 semanas, no exame da translucência nucal, o descolamento tinha desaparecido 100%.

O primeiro trimestre corresponde as semanas de 1 a 12. O que senti nesse primeiro trimestre?
- Muito enjoo. Mas era só um mal estar, e dizem que esse é o pior tipo de enjoo de grávida. Tinha enjoo até na hora de escovar os dentes! Cortei muitos alimentos e fui me adaptando até que, como um passe de mágica, passou depois dos 3 primeiros meses.
- Falta de apetite. Com os enjoos, de manhã e no almoço eu quase não comia. E isso era compensado após as 16h, que eu tinha uma fome incontrolável.
- Azia. Praticamente todos os dias durante esse tempo eu tive azia. E foi um dos motivos que me fez desconfiar que podia estar grávida. De acordo com o que comia, eu sentia azia. Qualquer coisa menos saudável, era motivo para sofrer. E era principalmente a noite, na hora de dormir que eu mais sofria. Dormia praticamente sentada.
- Desejos. Senti uns 2 desejos e consegui atendê-los no mesmo dia. Um deles era de comer yakissoba e o outro uma torta que minha mãe faz, por coincidência, ela estava na minha casa nesse dia.
- Sono. Mas muito mais do que o normal. Queria dormir o tempo todo.
- Insônia. Parece contraditório, mas na hora de dormir, a noite, eu ficava horas em claro. Minha obstetra disse que eram muitas preocupações na minha cabeça, que eu precisava relaxar. E na verdade, foi bem isso que aconteceu, depois que resolvi uns problemas, passei a dormir bem melhor.

Mudanças no corpo? A pedido da minha obstetra, fui numa nutricionista no começo da gravidez. A nutri me passou alguns alimentos para evitar, outros para comer sempre, alguns que aliviam o enjoo. Foi muito bom ir, pois vi que não estava tão errada, e acabei eliminando um pouco de gordura no começo, até porque mal conseguia comer. Até o fim do primeiro trimestre, não parei de usar as minhas roupas, claro que evitei algumas calças com cintura alta e peças apertadas.

Sobre o desenvolvimento do bebê.
Ele passou de um óvulo fecundado para um feto. Tem as maiores transformações em seu corpo, cresce num ritmo acelerado, toma forma e tem os seus principais órgãos (coração, pulmão e rins).
Ao final da 12º semana ele está do tamanho de uma ameixa.

* esse post está meio atrasado, estou de 19 semanas hoje. Ainda não sei bem como irei compartilhar a gestação aqui, mas achei uma boa ideia juntar pelo menos o primeiro trimestre num post só para não ficar cansativo. Espero que gostem!

7 comentários:

  1. Que lindo, ai amiga tbm sofri muito com azia, fico mal só de lembrar aiiii...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coisas q vão e voltam, agora a azia passou de novo! HAHAHHAHHA
      Momento bom agora, nada me incomoda, a não ser a barriga q aumentou e dificulta alguns movimentos.
      Beijão, apareça mais aqui, amiga! :*

      Excluir
  2. Que coisa mais linda querida! Que seja uma gestação abençoada! Beijos :D

    ResponderExcluir
  3. Minha linda *-*
    Amei o post, estava curiosa pra saber mais sobre seu baby. Que legal como descobriu. O Roger é LOUCA pra ter um bebê, mas eu fico segurando KKKKKKKKKKKKKKKKKK Ele disse que se um dia eu engravidar ele quer uma surpresa assim como você fez pro seu, sabe? Bom, quem sabe hahahaha.

    Você deveria gravar vídeos *-* Ia ser tão legal, contando tudo, e com a ajuda da Lívia, rs.

    www.vodkaescarpin.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi moms! <3
      Uma surpresa é uma delícia! Mesmo eu desconfiando, fui guardando e ele ficou suuuuper surpreso.
      Queria gravar vídeos, mas tenho uma luta interminável com minha câmera. Ideias e vontade não faltam. Acho q terei q comprar uma cam nova !HAHAHH
      Beijão, te amo!

      Excluir